PESQUISA AVANÇADA E EXCLUSIVA DO GOOGLE

quarta-feira

Mulher que denunciou abandono é mãe de bebê

A doméstica Jocilene Veloso Schott, de 33 anos, que ligou para a Polícia Militar (PM) na madrugada de hoje para denunciar o abandono de um recém-nascido em uma lixeira em frente à sua casa, no Parque Marajoara, periferia de Botucatu (SP), foi identificada no início da noite de hoje como a mãe do menino com horas de vida e quase 3 quilos levado pelos policiais militares ao hospital local da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual Paulista (Unesp).

A Polícia Civil informou no início da noite que Jocilene alegou ter sido vítima de extorsão e por isso teria abandonado a criança. A mulher prestou depoimento e vai responder, por enquanto, por falsa comunicação de crime. Jocilene acionou a PM por volta de 1 hora da madrugada e aguardou ajuda no quintal de sua residência. Ela disse que havia encontrado a criança envolta em um saco de lixo.

Os policiais que levaram o recém-nascido para o hospital disseram ter se emocionado ao pegar o bebê. "Por mais experiente que a gente seja, um caso como este mexe com nosso emocional", disse o policial militar Roma, por meio da assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. "Foi uma cena muito triste encontrar uma criança naquela situação. Muita gente reza para ter filhos e é lamentável que uma mulher tenha tomado a triste decisão de jogar o próprio filho no lixo", disse. "Estava muito frio e o bebê poderia ter morrido de hipotermia se ficasse ali a madrugada toda", acrescentou.