PESQUISA AVANÇADA E EXCLUSIVA DO GOOGLE

quarta-feira

Homem que tentava ir dos EUA ao Brasil chutando bola morre atropelado


Um americano de Seattle, que tentava percorrer 16.000 km chutando uma bola até São Paulo, morreu nesta terça-feira (14) após ser atropelado em uma estrada na costa do Estado americano do Oregon.
Richard Swanson, 42, que havia iniciado sua jornada há menos de duas semanas, foi atropelado por uma caminhonete por volta das 10h locais enquanto andava próximo da cidade de Lincoln, a 420 km de Seattle. Segundo informações da polícia local, a bola que Swanson usava foi encontrada a poucos metros do corpo.
A morte de Swanson foi anunciada na página do Facebook "Breakaway Brazil", usada pelo americano para documentar sua jornada. A chegada ao Brasil estava planejada para ocorrer a tempo da abertura da Copa do Mundo da Fifa, em junho de 2014.
"É com grande pesar que notificamos que Swanson morreu nesta manhã", diz o post. "Sua equipe, família, amigos e amados sentirão sua falta."
Bill Wagner/AP
Americano Richard Swanson, 42, que tentava percorrer 16.000 km chutando uma bola até São Paulo
Americano Richard Swanson, 42, que tentava percorrer 16.000 km chutando uma bola até São Paulo
Em sua página no Facebook, Swanson escreveu que planejava driblar a bola de Seattle, no noroeste dos EUA, a São Paulo, passando por onze países, entre eles México, Nicarágua e Colômbia.
O americano realizava a aventura para promover e arrecadar fundos para o projeto One World Futbol, baseado na cidade de Berkley, na Califórnia, e que doa bolas de futebol a crianças em países em desenvolvimento.
Swanson deixa dois filhos, de 22 e 18 anos, mencionados por ele em um vídeo postado no YouTube em março.
Neste mesmo vídeo, Swanson explica que decidiu fazer a aventura após ser demitido e encontrar dificuldade para arranjar um novo emprego. O americano trabalhava recentemente com design gráfico, após passar oito anos como fiscal de seguros.
Após perder o emprego, Swanson disse ter se sentido "um pouco chateado" e começado a pensar no que queria para a vida, chegando a conclusão que sempre havia sonhado em ir a uma Copa do Mundo.
Com os filhos crescidos, sem dívidas com hipoteca ou emprego para se preocupar, Swanson disse no vídeo que "todas as peças pareciam se encaixar e eu senti que deveria planejar essa viagem".
O americano deixou Seattle no último dia 1º, carregando apenas uma mochila com alguns pertences e um saco de dormir. Detalhes de sua aventura e um mapa com seu trajeto podiam ser conferidos também na página breakawaybrazil.com
CREDITOS FOLHA DE SÃO PAULO