PESQUISA AVANÇADA E EXCLUSIVA DO GOOGLE

terça-feira

Brasília tem o segundo casamento gay do país

Duas mulheres de Brasília conseguiram ontem converter a união estável que tinham em casamento civil. Foi o segundo caso do tipo num intervalo de cerca de 48 horas, quase dois meses depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) ter reconhecido a união estável entre casais de mesmo sexo.

A jornalista Silvia Gomide e a médica Cláudia Gurgel, que vivem juntas há 11 anos, entraram com processo de conversão de união estável para casamento civil no dia 6 de junho. Menos de um mês depois, receberam a decisão favorável.

O casamento foi oficializado pela juíza Júnia de Souza Antunes, da 4ª Vara de Família de Brasília. "Ao assegurar especial proteção à família, a Constituição não faz referência ao sexo dos integrantes dela, e, ao se referir a casamento, nada diz sobre a identidade sexual dos cônjuges", afirmou a juíza.

Em Jacareí (SP), o comerciante Luiz André Rezende e o cabeleireiro José Sérgio receberam ontem a certidão do primeiro casamento civil entre homossexuais do país.

A conversão foi autorizada pela Justiça na segunda-feira. Os dois adotaram o sobrenome "Sousa Moresi" e aproveitaram a ocasião para realizar uma cerimônia e trocar alianças.



Em Jacareí, interior paulista, o casal Luiz André Rezende e José Sérgio (dir.) recebeu sua certidão e trocou alianças