PESQUISA AVANÇADA E EXCLUSIVA DO GOOGLE

terça-feira

Grupo estupra adolescente no Paraná e põe imagens na internet

A Polícia Federal investiga o suposto estupro coletivo de uma menina de 14 anos, por um homem de 20 anos e quatro adolescentes em Cascavel (PR). A ação foi filmada por um sexto integrante do grupo e publicada no YouTube.

O crime, segundo a PF, ocorreu em uma casa em construção em um bairro na periferia da cidade (a 498 km de Curitiba). Segundo o órgão, os suspeitos --cujos nomes não foram divulgados-- moram perto do imóvel.

A direção da escola onde a menina estuda denunciou o caso ao Conselho Tutelar, que avisou a PF e a mãe da vítima há uma semana.

A PF solicitou ao Google --proprietário do Youtube-- que retirasse o conteúdo do ar. As imagens foram exibidas ao longo de cinco dias.

Segundo o delegado Mario Cesar Leal Junior, os suspeitos confessaram o abuso, mas foram liberados porque não houve flagrante.

As imagens mostram três rapazes violentando a garota, mas, segundo a PF, ela foi abusada pelos cinco.

Em depoimento, a adolescente disse que foi ameaçada pelos agressores.

À polícia os jovens disseram que estavam bebendo no imóvel quando a menina passou na rua. Um deles levou-a à força para o interior da casa, onde a estuprou. Logo depois, os outros rapazes abusaram dela.

Os suspeitos vão responder por estupro de vulnerável e por produzir as imagens. O Estatuto da Criança e do Adolescente prevê pena de um a quatro anos de prisão pela produção de imagens de crianças ou adolescentes em cenas de sexo.

folha.com