PESQUISA AVANÇADA E EXCLUSIVA DO GOOGLE

sábado

'Garoto-ímã' ganha repercussão nacional

A notícia definitivamente ganhou o mundo, o pequeno Paulo Davi de 11 anos de terça até essa sexta virou a sensação dos veículos de comunicação de Mossoró, do Estado e agora vira manchete nacional com matérias vinculadas em emissoras de rede como a TV Globo e o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT), além de inúmeras notícias em portais como o Universo On Line (www.uol.com.br) e o Terra (www.terra.com.br) e ainda em edições da web de diversos diários impressos.

"Não estávamos preparados para tanta procura, para tanto assédio", diz o pai de Paulo Davi, o economista Júnior Amorim. No entanto, Amorim diz que "espera atender a curiosidade de todos" e crê que o assunto caia no esquecimento em um segundo momento. "Acho que é apenas inicial isso e enquanto meu filho tiver vendo como diversão, por mim tudo bem", explica o pai.

Nesta sexta-feira, foi ao ar (pela primeira vez) em rede nacional pela TV Globo, matéria com o pequeno Paulo. A reportagem, que foi do "Jornal Hoje", trouxe a presença do médico pediatra Dix-sept Rosado Sobrinho que disse "não ter explicação para o fato, mas a criança estaria normal", opinou o médico durante a matéria.

Já no portal da web UOL, a matéria assinada pela correspondente do portal em Maceió, Aliny Gama - atentava para o fato de que médicos procurados pela reportagem afirmaram que "desconhecem explicações para isso". "O corpo humano possui alguns pontos eletromagnéticos, mas eles não têm capacidade de atrair e segurar uma grande quantidade de objetos. Desconheço qualquer doença que cause esse fenômeno e também uma especialidade para avaliar o caso", afirmou o clínico-geral, ouvido pela matéria do UOL, José Reinaldo Júnior.

No jornal impresso pernambucano "Diário de Pernambuco", a manchete de quinta-feira, dizia o seguinte: "O fantástico menino ímã de Mossoró". Já no diário carioca "O Dia" destacava em sua seção de Ciência e Saúde, que "Garoto-ímã brasileiro vira sucesso na web", em uma alusão ao vídeo postado pelo próprio pai de Paulo, no Youtube (www.youtube.com). Intitulado de "Garoto-ímã do Brasil", o número de acessos saltou de incríveis 80 visualizações na quarta-feira, 6 (data que o De Fato publicou sua primeira matéria sobre o garoto), para mais de 3 mil acessos nesta sexta-feira. No maior site de buscas da web, o Google (www.google.com) as menções ao "Garoto-ímã do Brasil" já passam dos 10 mil.