PESQUISA AVANÇADA E EXCLUSIVA DO GOOGLE

terça-feira

Muricy não confirma, mas Ganso joga a final

Com o empate de 0 a 0 na quarta-feira passada em Montevidéu, o Santos precisa de uma vitória simples sobre o Penãrol, no jogo marcado para as 21h50, para ser campeão da Libertadores, título que a equipe desde os tempos áureos de Pelé, quando foi bi da competição em 62 e 63.
A boa notícia é que Ganso treinou bem na segunda e na terça-feira e deve começar a decisão entre os titulares. O clima é de muita confiança na conquista.
Pacaembu
Além de uma verdadeira festa que vai começar ainda antes do jogo, com direito a foguetório no Pacaembu, onde também serão distribuídas 50 mil bexigas e faixas com o nome do Santos, do lado de fora do estádio os torcedores poderão aderir à moda do cabelo moicano, do atacante Neymar. Um dos patrocinadores do clube deverá instalar um caminhão nas proximidades do estádio, para quem quiser repetir o corte de cabelo do camisa 11.
Vila Belmiro
Festa no Pacaembu, festa na Vila. Também com apoio de parceiros, a diretoria do Peixe vai abrir a Vila para que a torcida possa acompanhar a final através de telões. A entrada é um 1 kg de alimento não perecível ou um agasalho.
Antes do jogo, bandas de pop rock, pagode e samba vão agitar os torcedores, que também concorrerão a sorteios de brindes.
A expectativa é que os torcedores possam fazer a festa durante toda a madrugada, tendo em vista que na quinta há o feriado de Corpus Christi. O elenco santista deve voltar à cidade logo após o jogo e, caso o time conquiste o título, a Vila Belmiro deve receber os atletas.
A equipe
Na segunda-feira Muricy treinou apenas jogadas de contra ataque, com Ganso na armação. Ontem, o treinador também preferiu não realizar o tradicional coletivo, treinando apenas jogadas de bola parada, com Ganso e Léo, outro que está voltando de contusão, participando normalmente.
Na coletiva de imprensa, pouco depois da atividade, Muricy comentou sobre o assunto. E evitou garantir as escalações de Ganso e Léo no time. “O Ganso está treinando bem, não sente nada quando mexe com bola, que era o que mais nos preocupava. Pode faltar ritmo de jogo e condição física ideal, mas se nada acontecer até amanhã (hoje), deve jogar”, afirmou o treinador santista, lembrando que o meia ficou mais de um mês e meio fora do time por conta de um problema na coxa direita.
Precisando vencer para ficar com o tricampeonato da Libertadores, o Santos deve jogar com o que tem de melhor à disposição. Com um problema na coxa direita, Jonathan é o único que segue fora da equipe. Edu Dracena, suspenso no 0 a 0 no Centenário, retorna ao time. Assim, o Peixe deve entrar em campo com: Rafael; Danilo, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Arouca, Elano e Ganso; Neymar e Zé Eduardo.
Peñarol confiante
A equipe uruguaia chegou em São Paulo na segunda a noite e ontem fez um treino de reconhecimento do gramado do Pacaembu. Antes de deixar Montevidéu, o capitão do Peñarol, Darío Rodríguez, afirmou à imprensa local que acredita na possibilidade de levantar a taça da Copa Libertadores da América, pois, em todas as vezes que o time uruguaio precisou reverter um resultado adverso, ele conseguiu.
O zagueiro uruguaio também elogiou o respeito que os jogadores do Santos tiveram com o time do Peñarol mesmo tendo voltado de Montevidéu sem tomar gols. Rodríguez creditou essa cautela santista aos resultados que sua equipe reverteu fora de casa, como no confronto com o Internacional nas oitavas-de-final.